quarta-feira, 22 de abril de 2009

Alejandro Peña Esclusa, da TFP e financiado pela Colômbia


El venezolano Alejandro Peña Esclusa, ex integrante de Tradición, Familia y Propiedad, junto a dos ex militares argentinos, implicados en intentos de golpes de Estado en ese país, estarían relacionados con los planes de magnicidio denunciados días atrás en Bolivia.

“El ingeniero venezolano Alejandro Peña Esclusa, acérrimo opositor al gobierno de Hugo Chávez, es quien preside UnoAmérica, la cruzada por denunciar a los gobiernos “izquierdistas” de América Latina. Bolivia y Venezuela encabezan las “preocupaciones” de la organización que recluta “fieles” y financiamiento en la derecha de Colombia”, denunció el diario argentino Página/12.

El rotativo argentino explicó que el vicepresidente de Bolivia, Alvaro García Linera, se comunicó con el embajador argentino en La Paz, Horacio Macedo, para pedirle colaboración en el control de los pasos fronterizos “por la eventual presencia de activistas argentinos en distintas regiones de Bolivia”.

Días atrás, la policía boliviana desbarató una banda de supuestos terroristas durante un operativo en el hotel Las Américas, de la ciudad de Santa Cruz de la Sierra, donde fueron abatidas tres personas y dos más fueron detenidas.

Según Página/12, uno de los ex militares argentinos es el “carapintada” Jorge Mones Ruiz, que durante la década del 80 participó en un intento de golpe contra el gobierno argentino del presidente Raúl Alfonsín.

Quienes encabezaron este levantamiento obtuvieron por parte de esa administración la sanción de una norma que permitió la impunidad a los uniformados que participaron en la dictadura militar en Argentina entre 1976 y 1983.

El matutino explicó que Mones Ruiz “encontró un nuevo conchabo como delegado argentino de UnoAmérica –una organización de ultraderecha que pretende ser la contracara de Unasur–, viajó a Bolivia y se habría contactado con Rózsa”.

Esta última persona es Eduardo Rózsa, ciudadano boliviano-croata, muerto en el operativo del pasado jueves, y que participó activamente en fuerzas ultranacionalistas croatas durante la Guerra de los Balcanes.

También se explicó que Mones Ruiz fue oficial de inteligencia del Ejéricto argentino en Bolivia durante un tramo de la dictadura militar y hace un tiempo viajó al país andino, acompañado Liliana Raffo de Fernández Cutiellos, viuda del teniente coronel Horacio Fernández Cutiellos, muerto durante el intento de copamiento del Regimiento de La Tablada por parte del Movimiento Todos por la Patria (MTP).

La mujer, que encabeza la agrupación de derecha Movimiento por la Verdadera Historia de la provincia de Córdoba, “visitó en prisión al ex prefecto de Pando Leopoldo Fernández, acusado de conspirar contra el gobierno de Morales”, señaló Página/12.

“Entre los objetivos del viaje habría estado reunirse con otro camarada del betún (otro militar golpista), prófugo por delitos de lesa humanidad y radicado en Santa Cruz de la Sierra: Luis Enrique Baraldini”, quien tiene pedido de captura internacional quien es acusado de participar en la represión del régimen militar argentino.

El artículo del matutino además indicó que “los carapintadas hicieron empatía con las facciones lideradas por Branco Marincovic, el empresario sojero líder del comité secesionista de ese departamento boliviano caracterizado por las consignas racistas contra Morales”.

El gobierno de Bolivia confirmó que el grupo desbaratado estaba integrado por los fallecidos Rózsa, Arpád Magyarosi (húngaro-croata), Michael Dwyer (irlandés) y los detenidos Mario Tadic (boliviano-croata) y Elod Toasó (húngaro).

Durante el operativo donde fueron abatidas estas personas se decomisaron distintos tipos de armamentos y se encontraron evidencias de planes que buscaban asesinar al presidente Morales y al vicepresidente García Linera, además de a miembros del gabinete nacional y al prefecto de Santa Cruz, el opositor Rubén Costas.

Este lunes, el ministro de Gobierno boliviano, Alfredo Rada, declaró que agrupaciones “ultranacionalistas, separatistas” y empresariales cruceñas son responsables de apoyar a la célula terrorista.

“Se necesita de una estructura y de recursos. Hay grupos y personas de extrema derecha, ultranacionalistas, separatistas en Santa Cruz” que apoyaron al grupo, afirmó el funcionario.

Noticias24

Sempre achei que esta UNOAMERICA tinha um cheiro estranho

8 comentários:

Fernando disse...

Machete, essa UNOAMÉRICA apenas chira a dinheiro.
Esse tal Alejandro, assim como outros blogueiros daqui mesmo do Brasil apenas estão se agarrando em rendimentos financeiros que certamente palestras, livros, e outros meios de promoção estão gerando. Fazer oposição em muitos casos passou de uma atitude patriótica para uma forma de sobrevivência.
Eu passei a desconfiar que algo de podre existia no momento em que fui atacado por vários blogueiros no caso das fotos "exclusivas" que não existem em nenhum dos Blogs de oposição da Venezuela. E quando levantei essa situação, os meus acusadores simplesmente se calaram.
Tudo é muito estranho, mas se começarem a mexer com mais inteligência e menos babação de ovos muita coisa aparece e muitas máscaras acabam caindo.
Ninguém é tão patriota assim para fazer tanta oposição sem ganhar algo em troca, nem que seja uma indicação para algum prêmio inútil... entendeu?
O comportamento médio do Brasileiro e dos latrinos amerdicanos é semelhante, fazem muita auto promoção com pouca eficiência real.

LIBERTATUM disse...

Vocês nem sequer desconfiam de que, como principal opositor do regime ditatorial de Chávez, Alejandro Exclusa não seja alvo das mais torpes acusações que propiciem ao bandoleiro borra-botas de Fidel Castro um pretexto legalista para dar-lhe um fim? Ora, e que recursos tem a Unoamérica? Fazer palestras para duzentas pessoas, como em breve estará fazendo num shopping do Rio de Janeiro? Tenham, por favor, um pouco de noção de guerra assimétrica, tal como nos advertiu Olavo de Carvalho. Acordem!

Anônimo disse...

Tem gente que enxerga teorias da conspiração em tudo.
Se a tropa de choque dos bandoleiros esquerdopatas da amérdica do sul quisessem dar um fim no Alejandro era só simular um assalto e "BANG" um tirambaço nas fuças e ponto final.
As coisas são mais profundas e mais sujas do que parecem.

Anônimo disse...

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse no Blog Libertatum
Em tempo.

Este blog "machete"???
É referência de que?
Metendo a boca em Peña Esclusa. Hoje ou amanhã será a palestra de Esclusa sobre totalitarismo bolivariano e foro de São Paulo.
Este não merece comenda e é sim um Zé Medalhas qualquer prara escrever qquer coisa para desestabilizar nossa resistência democrática.
Ví vários destes aolongo dos anos. Só inflação egônica.
è o que eu te disse pelo lixo virtual e talvez vc tenha comprado a idéia errada.
Os falsos conceitos de "politicamente correto" são armadilhas para nos pegar mesmo.
Não me pegam mais.
Chamaria de Síndrome de "Mutley"
"Quero medalha, medalha, medalha".
Amigo : cuidado com o lado negro da força virtual.
Abração!

LIBERTATUM disse...

Venezuela emite ordem de prisão internacional contra opositor

"O Ministério Público da Venezuela informou nesta quarta-feira, 22, que um tribunal do país emitiu uma ordem de prisão internacional contra o prefeito de Maracaibo, Manuel Rosales. O líder oposicionista está atualmente em Lima, onde pediu asilo político."

Por quê então, a Manuel Rosales,... "não fingiram um assalto e "BANG" um tirambaço nas fuças e ponto final".?

Ora, não sejam tolos!

Fernando disse...

Meu caro Machete,
Os opositores "VENEZUELEIROS' estão aí apenas preocupados com o Loko Chavez, não vejo o mesmo empenho em se opor ao que acontece no Brasil.
Deputados deitam e rolam em cima do dinheiro público e os caras estão preocupados com um prefeitinho de merda de um país de merda que tem um povo de merda que foi pedir asilo plítico no Perú.
Por falar em asilo, o italiano continua no Brasil e os guardiões da Amérdica Latrina estão preocupados com um prefeito Venezuelano. Quando será o evento ou palestra que farão para avaliar a situação do italiano no Brasil?
E ainda se acham no direito de nos chamar de tolos.
Só no Brasil.
Acorda povão, ou logo mais estaremos batendo continência para o Kzar Lulla I.
Deixem de sacanagem e se preocupem com o Brasil, o resto é papo furado.

Agora, o que tem de "selinhos" estrangeiros nas páginas desse povo é uma grandeza.
Muito poucos desses patriotas ostentam a bandeira brasileira em seus blogs, mas da Venezuela, Cuba, Bolívia e outras....
E eu sou o tolo...há há há...Flta patriotismo no brasileiro, um povo que se preocupa em defender o oprimido povo da Venezuela e nem lembram que existem oprimidos na esquina da casa deles.
SANTA HIPOCRISIA!!!!

LIBERTATUM disse...

Este Fernando...

Pelo diversionismo de suas respostas, já desconfio de sua honestidade. Antes era só o problema de matar Alejandro alegando um assalto...agora, pego em contradição, porque Hugo Chaves persegue Manuel Rosales, sai de banda com esta de que a Venezuela é um país nanico.

Sr Fernando, a Venezuela não é tão nanica assim. Hugo Chavez tem muitos bilhões de dólares para financiar a expansão do comunismo na América Latina, em compadrio com o Lula, conforme a agenda muito bem sucedida de um pacto chamado Foro de São Paulo, se é que tens conhecimento disto.

Quanto à Unoamérica, trata-se de uma tardia resposta a este gigantesco empreendimento comunista, e engloba delegados de vários países, inclusive o Brasil, daí sua importância para nós, brasileiros.

Não tente se dizer mais patriota que eu para disfarçar o seu paltitismo.

Se quiser saber um pouco mais, acesse o site Mídia sem Máscara e leia um pouco, da pena do próprio Sr Alejandro Esclusa. o endereço é: http://www.midiasemmascara.com.br

Começo a desconfiar da idoneidade deste blog e de seus leitores: quem dá ouvidos a um jornal assumidamente de esquerda a partir de notícias oficialmente plantadas por Evo Morales não merece um pingo de crédito.

Fernando disse...

Meu caro Libertatum.
Em primeiro lugar, ler o mídia sem mascara, do Olavão não serve de referência para ninguém, afinal falar mal do governo, ser oposição morando nos "Estaites", e ficar pedindo ajuda financeira para blogueiros e leitores é molezinha. Quero ver neguinho ralando o buxo num busão fedorento, ganhando salário mínimo e morando na favela, aí sim o a credibilidade pode ser notável.
Falar em honestidade, bem talvez o senhor deva nivelar as pessoas pelo seu próprio comportamento quando me chama de desonesto, não o conheço, não lhe dei essa liberdade e acredito ainda mais que além de mal informado o senhor deva ser um tremendo de um mané.
Lamento muito ter que discutir isso no Blog do Machete ao qual foi colocado em dúvida a idoniedade do Blog, mas, meu caro Machete, esse é o preço que pagamos por não moderar comentários em nossos Blogs, estamos expostos a isso.
O Hugo chavez tem muitos bilhões de dólares até para fazer uma cirurgia de transexualidade, mas isso não me preocupa, na verdade o que me preocupa é ver brasileiro pensando que uma união de blogs da Amérdica Latrina irá coibir o avanço do comunismo por aqui.
O que pode realmente coibir esse avanço no Brasil é cada um fazer a sua parte com uma oposição ferrenha, ou pegar em armas e ir a luta, com conversinha mole e palestrinhas é que não vai. E parar de bobagem com unoamérdicas que não vão levar à nada, cada um cuide do seu que já está de bom tamanho.
Falam tanto em fórum de SP, mas não vejo movimentos concretos contra isso, a movimentação fica só no virtual. Fazer oposição sentadinho no conforto da sua casa, falando o que quer pela net, é baba, para ter credibilidade tem que ir para rua e mostrar serviço, assim como eu e muitos fazemos conversando com as pessoas e tentando mostrar que o caminho é longo mas só nós poderemos mudar essa realidade com educação e voto consciente.
Volto a dizer, a Venezuela é um país de Merda com um povo de merda com um governo maluco, que está lá eleito pelo povão, agora se o senhor defende tanto aquela latrina, demorou em mudar para lá.
Sobre patriotismo, não tenho a intenção de ser mais patriota que ninguém, eu gostaria de ver todo brasileiro patriota de carteirinha, mas tem alguns que se dizem mais que os outros e vivem pensando na Venezuela, eu sou patriota Brasileiro, mas vejo que seu patriotismo é binacional.
Acorde, saia de baixo das asas desse povinho que pensa que Unoamérdica é resposta ao Forum de SP, isso é ilusão, sabe por que?
O esquerdopata é de esquerda até a morte, os opositores são de direita, centro, meia direita, um tanto de esquerda, e mudam de lado como o vento. Não existe união, não existe vontade, não existe PATRIOTISMO. E segundo o senhor mesmo a tal palestra do Alejandro no RIO deve ter por volta de 200 pessoas, aquela "suruba" em Belém teve mais de 1 milhão de participantes, percebe a diferença? Nem sempre dinheiro é tudo, as vezes ideologia séria e militante tem mais resultado.
Mas continue firme e forte, vocês meia dúzia de gatos pingados que vivem de inflar egos de um ou dois blogueios ainda vão conseguir alguma coisa.
Abraços.